segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Recomeçar

Recomeçar

Lancei ancoras neste porto remoto.

O velho barco aportado em tantos lugares

Reconhece o lar quando piso este chão.

Um chão que nunca pisei e me acolhe...

Meu destino guiou-me e troxe-me inglória

Ao desígnio que me foi postergado.

Aceito calada este primeiro passo temeroso

Minha vida afogou-se em outros mares

Permito-me hoje uma nova história.

Helena Frontini
http://helenaeabelezadostextos.blogspot.com/
Não importa onde você parou…
em que momento da vida você cansou…
o que importa é que sempre é possível e
necessário “Recomeçar”... Dar uma nova chance a si mesmo…
é renovar as esperanças na vida e o mais importante…
acreditar em você de novo.
Pois é… agora é hora de reiniciar… encontrar prazer nas coisas simples de novo.
E é hoje o dia da faxina mental…
joga fora tudo que te prende ao passado… ao mundinho
de coisas tristes… mas principalmente… esvazie seu coração… fique pronto para a vida... Lembre-se somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes… afinal de contas “… Nós somos o “Amor”…” Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura.” Carlos Drummond de Andrade.
Já com uma nova história,
Sílvia

5 comentários:

Assis Freitas disse...

obrigado pela visita e todas as palavras gentis que deixaste em meu pouso. teus retalhos se espalham em cambraias douradas, bordados por rouxinóis, vale sempre o encanto de cantar,


abraço

Marliborges disse...

Silvia, que lindo!
"Permito-me hoje uma nova história"
Os nossos recomeços. Nem precisa dizer mais nada, aqui está aessência. Parabéns pelo post. Bjjjjjjjj

Sílc disse...

Meus Mestres, obrigada pelo passeio. Sintam-se sempre muito bem vindos!
Da aluna feliz,
Sílvia

Prisca disse...

Mais uma vez um lindo retalho... tenho a impressão que esses retalhos, deveriam virar crónicas e quem sabe um dia um livro para ser lançado...
É uma colcha guardada para a eternidade...
Lindo mãe!

Beijos

Pri

Sílc disse...

Obrigada Pri. Vindo de você sinto uma felicidade que cobre meu corpo por inteiro!
Te amo...
Mãe